Projeto de extensão oferece suporte de informática para beneficiários do auxílio emergencial

Em virtude da pandemia do novo coronavírus e da consequente necessidade de várias pessoas terem acesso a processos e ferramentas informacionais relacionados ao benefício do auxílio emergencial, o Departamento de Computação do Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (DC/CCENS), do campus de Alegre, em parceria com o Comitê de Enfrentamento da Crise por Covid-19 da prefeitura local, criou o projeto de extensão Suporte social em informática durante a pandemia de covid-19. Coordenado pelos professores Giuliano Prado e Valéria Silva, o projeto foi uma das 26 ações extensionistas finalistas da edição de 2020 do Prêmio de Mérito Extensionista Maria Filina e integra a série de reportagens (veja abaixo) sobre programas e projetos de extensão, que é publicada às quintas-feiras no portal da Ufes.

O projeto surgiu com o objetivo de sanar dúvidas e problemas enfrentados principalmente pela população que faz parte do grupo de vulnerabilidade social, com pouco ou nenhum acesso às tecnologias de informação, o que, de acordo com Prado, impossibilita que essas pessoas manuseiem com destreza aplicativos de celulares, sites e processos informatizados com o mínimo desejado para atender às suas necessidades sociais particulares.

“O processo do governo foi repentino e sem qualquer treinamento prévio, com pouca informação sobre as ferramentas disponíveis, causando ainda maiores prejuízos àqueles que precisam receber seu auxílio. Por falta de trato em processos informatizados, as pessoas possuem dúvidas e, portanto, necessitam de suporte especializado”, explica o coordenador.

Comitê

Para dar início às atividades do projeto, a professora do Departamento de Farmácia e Nutrição Juliana Severi foi convidada a ministrar um treinamento sobre protocolo de segurança para a equipe, composta por 55 estudantes da Ufes que atuaram como voluntários, três professores da Ufes, um professor do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) do campus Alegre, e representantes do Comitê de Enfrentamento da Crise por Covid-19 (membros da Secretaria Municipal de Assistência Social de Alegre, da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB subseção de Alegre, do Rotary Clube de Alegre, do Conselho Municipal de Assistência Social de Alegre, da Igreja Metodista de Alegre e da Paróquia Matriz de Nossa Senhora da Penha, onde foram realizados os atendimentos).

Para efetivação das ações do projeto, a Ufes disponibilizou computadores, rede tecnológica e suporte técnico, realizado pela Seção de Tecnologia da Informação do campus de Alegre.

Regularização

Até a suspensão das atividades presenciais nos campi da Ufes, os atendimentos eram realizados de segunda a sexta-feira, de manhã e à tarde. Para garantir agilidade, acesso aos históricos dos atendidos, flexibilização das triagens, encaminhamento de soluções e controle dos dados, a equipe do projeto de extensão desenvolveu um sistema web que possibilitou a todos os colaboradores ter acesso, local ou remoto, aos históricos dos casos, sobretudo aqueles que apresentavam alguma pendência.

Segundo Prado, além de auxiliar no recebimento do auxílio emergencial, o projeto de extensão regularizou várias situações cadastrais de indivíduos que não tinham conhecimento de como fazê-lo, possibilitando a adequação documental e o atendimento de 700 pessoas. Além da população de Alegre, as ações beneficiaram moradores de municípios vizinhos, como Jerônimo Monteiro, Muniz Freire, Guaçuí, Iúna e Muqui. “Nem todos os atendimentos foram para recebimento do auxílio, muitos foram para consulta da situação. Tiveram outros que foram fazer o cadastro ou obter informações a respeito e ainda aqueles que não conseguiram receber porque tinham alguma pendência documental ou não eram, de fato, elegíveis”, explica.

O coordenador lembra que, ao finalizar o acesso ao programa do Governo Federal, muitos atendidos possuíam todos os requisitos para receber o auxílio. Porém, por cruzamentos mal realizados pelos sistemas governamentais ou impossibilidade documental, não seria mais possível a inclusão da pessoa ao programa, necessitando, portanto, que ela entrasse com uma petição judicial contra a União. Assim, com o apoio da OAB, foi realizado um novo treinamento para que os próprios voluntários do projeto abrissem a petição judicial para os cidadãos que se enquadrassem na situação. “O advogado Vinicius Lopes encabeçou toda essa parte de petições, coordenou a equipe jurídica voluntária e deu toda a assessoria durante o processo inteiro”, ressalta Prado. Nessa etapa, 110 pessoas foram beneficiadas.

Conscientização

A co-coordenadora Valéria Silva afirma que a equipe do projeto se dedicou com muita seriedade e destreza para resolver os problemas da população. Para ela, realizar o projeto Suporte social em informática durante a pandemia de covid-19 foi importante para ajudar a fazer a diferença em um país cheio de carências.

“Olhar para o outro, que está em situação de vulnerabilidade socioeconômica e, por vezes, de abandono dos mecanismos responsáveis, e envolver a sociedade civil organizada é importante para a conscientização e a realização de ações em prol da resolutividade de problemas que inviabilizam o direito de acesso ao auxílio emergencial. Os cidadãos que foram atendidos se mostravam felizes e agradecidos, não apenas pelo recurso que conseguiram obter nesse momento de pandemia, mas também por terem sua dignidade de volta ao conseguirem acessar seus direitos como cidadãos”, destaca.

Leia também:
Cerca de 2 mil mães e crianças são atendidas em projeto que incentiva a amamentação
Programa de extensão promove empreendedorismo social para beneficiar comunidades capixabas
Pessoas com sobrepeso ou obesidade têm atendimento nutricional em projeto de extensão
Programa de extensão promove tratamento humanizado a pessoas com sofrimento psíquico
Projeto de extensão dá visibilidade às comunidades da Planície Costeira do Rio Doce
Projeto no Museu de Ciências da Vida orienta crianças e jovens sobre o uso de fármacos

 

Texto: Adriana Damasceno
Imagens: Divulgação do projeto
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Essa é uma ação da Ufes relacionada ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 4 da Organização das Nações Unidas. Clique e veja outras ações.
Essa é uma ação da Ufes relacionada ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 10 da Organização das Nações Unidas. Clique e veja outras ações.
Essa é uma ação da Ufes relacionada ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 17 da Organização das Nações Unidas. Clique e veja outras ações.
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.