Baseado em história real, drama de guerra estreia no Cine Metrópolis neste sábado, 24

O Cine Metrópolis estreia, neste sábado, 24, o drama de guerra Onoda – 10 Mil Noites na Selva (imagem principal)Dirigido pelo francês Arthur Harari, o filme é baseado na história real de um soldado japonês que seguiu lutando na Segunda Guerra Mundial durante 30 anos, mesmo após o fim do conflito.

Em 1944, Hiroo Onoda, então com 22 anos, foi enviado para uma ilha das Filipinas onde as tropas norte-americanas estavam prestes a desembarcar. Sua função era combatê-las até que os soldados japoneses retornassem. Formado em uma escola militar ultranacionalista, Onoda seguia estritamente as ordens de seus superiores, que proibiam a rendição, sem importar as circunstâncias.

Pouco tempo depois, no entanto, o Japão se rendeu. Mas Onoda e seus comandados seguiram lutando. Embora camponeses filipinos tenham tentado alertá-los sobre o fim da guerra, os soldados japoneses não acreditavam. Mesmo as notícias chegadas pelo rádio eram desacreditadas por Onoda, e os aviões que às vezes sobrevoavam a ilha, para ele, passavam a ser indícios de que o conflito ainda estava em curso.

Só em 1974, já solitário na ilha, Onoda é resgatado. A história do soldado inspirou, além do filme de Harari, o livro O Crepúsculo do Mundo, do escritor e cineasta Werner Herzog.

Pré-estreia nacional

Na segunda-feira, 26, às 19h30, o Cine Metrópolis recebe uma sessão única de pré-estreia do filme Desterro (imagem), de Maria Clara Escobar. No longa, Laura é uma mulher que parte em uma jornada de autodescoberta, sem rumo definido, encontrando histórias de vida ao longo do caminho que a fazem questionar seu modo de pensar. A sessão será seguida de bate-papo com a diretora e com a atriz Bárbara Colen.

Na quarta-feira, 28, às 13 horas, acontece a segunda aula do curso de extensão Imagens do Trabalho, gratuito e aberto à comunidade. Nela será exibido o filme A Classe Operária Vai ao Paraíso, de Elio Petri, seguido de debate.

Continuam em cartaz, por mais uma semana, os filmes Não! Não Olhe, de Jordan Peele, e Marte Um, de Gabriel Martins, indicado pelo Brasil para concorrer ao Oscar de Melhor Filme Internacional.

 

Confira abaixo a sinopse dos filmes em cartaz de 22 a 28 de setembro:

Onoda – 10 Mil Noites na Selva, de Arthur Harari (França/Japão/Itália/Alemanha/Bélgica/Camboja, 2021, 167') - Trailer

Sinopse: Em 1944, o soldado japonês Hiroo Onoda, com 22 anos, é enviado para uma pequena ilha das Filipinas onde os norte-americanos estão prestes a desembarcar. Sua função será travar uma guerrilha até o retorno das tropas japonesas e permanecer vivo, aconteça o que acontecer. O Japão se rendeu logo depois, mas Onoda continuou a guerra por ele mesmo por mais 10.000 dias, até ser resgatado em 1974. Baseado em uma história real. Não recomendado para menores de 14 anos.

Desterro, de Maria Clara Escobar (Brasil/Argentina/Portugal, 2020, 123') - Trailer

Sinopse: Desterro. Descompasso. O que se passa dentro de Laura parece estar sempre em um espaço diferente e em um ritmo distinto daquilo que se espera dela. Desconfortável, ela decide sair de casa e seguir uma jornada pessoal sem rumo definido. Num percurso de autodescoberta, ela se depara com situações imprevisíveis e outras histórias de vida que vão reconfigurar suas próprias ideias. Não recomendado para menores de 12 anos.

Não! Não Olhe!, de Jordan Peele (Nope, EUA, 2022, 130') - Trailer

Sinopse: Após a morte súbita do pai, os irmãos OJ e Emerald herdam um rancho de cavalos adestrados para produções de cinema e TV. Eles acreditam que a partida do pai pode estar relacionada a uma série de eventos estranhos vindos do céu e tentam registrar em vídeo uma prova desses contatos extraterrestres. Não recomendado para menores de 14 anos.

Marte Um, de Gabriel Martins (Brasil, 2022, 115') - Trailer

Sinopse: os Martins, família negra de classe média baixa, seguem a vida entre compromissos, desejos e expectativas, mesmo com a tensão de um governo conservador que acaba de assumir o poder. Em meio a isso, Tércia cuida da casa enquanto passa por crises de angústia, Wellington quer ver o filho virar jogador de futebol profissional, Eunice tem um novo amor e o pequeno Deivinho sonha em colonizar Marte. Não recomendado para menores de 16 anos.

A Classe Operária Vai ao Paraíso, de Elio Petri (Itália, 1991, 125') - Trailer

Sinopse: Um trabalhador consciencioso tem seu dedo arrancado por uma máquina. O acidente o deixa mais envolvido em grupos políticos e revolucionários.

 

Grade de programação:

Texto: Superintendência de Comunicação da Ufes
Imagens: Divulgação

 

Categoria: 
Destaque
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Essa é uma ação da Ufes relacionada ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 4 da Organização das Nações Unidas. Clique e veja outras ações.
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.