Setembro amarelo

Projeto Elsa completa 10 anos e realiza evento comemorativo nesta quinta, 23

A equipe da Ufes que integra o Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (Elsa), programou para esta quinta-feira, 23, um evento para comemorar os 10 anos do projeto Elsa. A comemoração será realizada no auditório do Elsa, ao lado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas (PPGCF), no Centro de Ciências da Saúde (CCS), campus de Maruípe, a partir das 14 horas (veja programação abaixo).

O projeto consiste em uma pesquisa de grande porte que visa esclarecer os determinantes de doenças crônicas na população brasileira. As doenças crônicas são as que mais contribuem para a mortalidade, tanto no Brasil, como em todo o mundo. O objetivo é investigar a incidência e os fatores de risco dessas doenças na população brasileira, em particular as doenças cardiovasculares, neurodegenerativas, diabetes, renais e os diversos tipos de câncer.  

O Elsa é considerado o maior estudo epidemiológico já realizado na América Latina e seu universo é composto por 15.105 voluntários em seis instituições públicas de ensino superior e pesquisa das regiões Nordeste, Sul e Sudeste do País. Deste total, 1.055 participantes são da Ufes. Eles são submetidos a vários exames e respondem questionários sobre hábitos de vida a cada três ou quatro anos. Entre os exames, estão eletrocardiogramas, ecocardiograma, ultrassonografias, antropométricos, pressão arterial e coleta de sangue e urina. Além disso, todas as internações hospitalares dos participantes são monitoradas para identificar a origem dos eventos que levaram à internação.

Os participantes do projeto Elsa são acompanhados durante 25 anos. “No início do projeto os voluntários tinham de 35 a 74 anos. Hoje, passados 10 anos, estão com 45 a 84 anos. A idade vai sendo acompanhada ao longo do tempo para ver como os determinantes de saúde vão se modificando com o tempo”, explica o coordenador do Elsa no Estado, professor José Geraldo Mill. Ele destaca ainda a importância da permanência dos voluntários: “O fator mais importante para o sucesso do estudo é o acompanhamento periódico dos participantes. Estamos agora finalizando a onda 3 de exames, e a onda 4, prevista para ocorrer em 2021-2022, começa a ser pensada. É importante que todos aqueles que entraram no Elsa em 2008-2010 permaneçam aderentes ao estudo”, enfatiza Mill.

Pesquisas

O professor Mill destaca que o projeto também está centrando a atenção na perda da função cognitiva dos pacientes e quer saber qual a relação dessa perda com a idade e com hábitos de vida, exercício, dieta, relações familiares, trabalho entre outros aspectos.

Além de investigar doenças crônicas e seus fatores biológicos, o Elsa também pesquisa os fatores comportamentais, ambientais, ocupacionais e sociais dos voluntários que passam por entrevistas e testes. Neles são observados a relação dos pacientes com o trabalho, alimentação e condições de vida.  O monitoramento inclui ainda um contato telefônico a cada ano para verificar eventuais alterações no estado de saúde dos pacientes.

Ao completar a primeira década, o Elsa conta com 45 pesquisadores, que produziram 200 artigos científicos com os dados do Elsa. “Na Ufes, somos seis pesquisadores atuando no projeto e 25 profissionais dando suporte logístico. O conhecimento adquirido no Elsa é fundamental para a gestão da saúde pública no Brasil e para garantir uma maior qualidade de vida para as futuras gerações”, completa a professora Maria del Carmen  Molina,  vice-coordenadora do Elsa no Espírito Santo.

Participam do projeto Elsa a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade de São Paulo (USP), Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) e Ufes.

 

Programação:

14h – Mesa de Abertura

 

14h30 – Elsa-Brasil: de onde viemos e para onde vamos.

Prof. José Geraldo Mill (Coordenador Elsa-ES)

 

15h – Contribuição do Elsa para a formação de recursos humanos em pesquisa e para a produção de conhecimento.

Profª Maria del Carmen B. Molina (Vice-coordenadora Elsa-ES)

 

15h20 – Apresentação de resultados.

Com Nathália Miguel T. Santana e Jordana Herzog Siqueira

 

15h45 – Avaliação da Função Cognitiva no Elsa-Brasil

Profª Luana Giatti – Vice-coordenadora do Elsa-MG

 

Texto: Jorge Lellis

Edição: Ana Paula Vieira

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.