Pesquisadores da Ufes embarcam para uma nova expedição à Ilha de Trindade

Oito integrantes do projeto de pesquisa sobre a evolução da vida marinha e estudos da história natural, desenvolvido pelo Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Ambiental (PPGOAM) da Ufes embarcam neste fim de semana para uma nova expedição de 20 dias. Saindo de Vitória, os pesquisadores seguem com destino à Ilha de Trindade (foto), a cerca 1.200 quilômetros da costa, no veleiro Paratii 2, embarcação do navegador Amyr Klink. O principal foco da expedição será o estudo das linhas de montanhas submarinas, incluindo os montes de corais, e pesquisas sobre as espécies e populações de peixes da região.

Um dos pesquisadores, o biólogo e pós-doutorando Hudson Tércio Pinheiro, afirma que a região de Ilha de Trindade é o maior laboratório de história natural do mundo. Na expedição, os pesquisadores utilizarão modernos equipamentos que permitirão estudos em ambientes subaquáticos a uma profundidade de até 150 metros. “Isso permitirá que possamos conhecer novos ecossistemas que ninguém nunca viu”, explica Pinheiro. Os estudos, segundo ele, incluirão as populações de peixes predadores e grande porte, como tubarões e badejos, cujas espécies já não são encontradas próximas à costa. “Utilizaremos algumas técnicas como o uso de câmeras de captura de imagens, acopladas com iscas”, diz.

Assim, segundo o pesquisador, será possível quantificar e caracterizar os cardumes que habitam a região, na medida em que é possível identificar o desaparecimento deles de outros locais em função da pesca intensiva, que ele classifica como ambientalmente crítica. Hudson Pinheiro adianta que os pesquisadores têm uma proposta de parceria com o Ministério do Meio Ambiente para a adoção de políticas de preservação ambiental nas ilhas da Cadeia Vitória-Trindade. Ele sustenta que é urgente a fiscalização e a prática de manejo sustentável na região. Segundo ele, o veleiro Paratii 2, utilizado na expedição, é ideal para a pesquisa, pois é equipado para navegar longos percursos, já tendo ido oito vezes à Antártida. O uso da embarcação é uma parceria com Amyr Klink.

Participarão da expedição pesquisadores da Ufes, da Academia de Ciências da Califórnia – EUA, da Universidade de Vila Velha (UVV) e da Organização Não Governamental capixaba Associação Ambiental Voz da Natureza. O estudo é coordenado pelo professor dos programas de pós-graduação em Biologia Animal e em Oceanografia Ambiental da Ufes Jean-Christophe Joyeux, e os resultados iniciais foram publicados recentemente pela revista Nature, uma das mais importantes publicações científicas do mundo.

Técnicas

Para compreender como as espécies se originam nas ilhas, os pesquisadores da Ufes primeiramente desvendaram a biodiversidade dos ambientes recifais dos montes submarinos e ilhas da Cadeia Vitória-Trindade. Os montes são extremamente isolados e profundos. Assim, a equipe precisou capacitar-se com técnicas avançadas de mergulho e utilizar equipamentos específicos para explorar áreas maiores. A proposta da nova teoria veio com o estudo da história evolutiva dos peixes endêmicos da cadeia, ou seja, estudos sobre as espécies que existem somente ali, nos montes submarinos e nas ilhas, e em mais nenhuma outra região do planeta.

“O objetivo é que a Cadeia Vitória-Trindade possa ser utilizada como fonte de recursos naturais e de desenvolvimento cientifico, não somente nos dias de hoje, mas também pelas muitas gerações futuras que merecem conhecer e usufruir dessa maravilha natural”, pondera Hudson Pinheiro.

A pesquisa conta com apoio financeiro e logístico do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e com a colaboração da Coordenação do Programa de Pesquisa Oceanográfica e Impactos Ambientais (COIAM/CNPq), a Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM), e Marinha do Brasil, além de recursos da Fundação O Boticário à Associação Ambiental Voz da Natureza.

Mais informações em  http://www-nature.ez43.periodicos.capes.gov.br/nature/journal/vaop/ncurrent/pdf/nature23680.pdf

Para saber mais sobre a Expedição Cadeia Vitória-Trindade acesse: https://www.youtube.com/watch?v=0FopIi2ZLOM  e https://www.youtube.com/watch?v=ZsV3AkDvvvE

 

Texto: Luiz Vital
Foto: João Luiz Gasparini
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
60 anos da Ufes
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.