Outubro Rosa: “Nós precisamos alertar as pessoas para fazer a prevenção”, destaca a vice-reitora

A vice-reitora Ethel Maciel realizou nesta terça-feira, 1º, no campus de Goiabeiras, o hasteamento da bandeira rosa, que marca a adesão da Ufes à campanha Outubro Rosa. O hasteamento ocorreu em frente ao Teatro Universitário, com a presença de gestores e de servidores técnicos e docentes da Universidade.

Durante a solenidade, a professora aposentada do Departamento de Enfermagem da Ufes e membro da Comissão da Universidade Promotora de Saúde (UPS) Leila Massaroni destacou a preocupação da Ufes em realizar ações de prevenção e promoção de saúde.

“Essa é uma data extremamente especial, porque o câncer de mama tem sido o terceiro tipo de câncer que mais mata, seguido do câncer de pulmão. Nós estamos aqui cumprindo nosso papel social de divulgar o conhecimento e as ações de prevenção dessa doença. Desejamos que essa ideia se espalhe para que a sociedade entenda a necessidade do autoexame e da realização de exames preventivos para as mulheres. E que aquelas que tiveram ou estão passando por essa doença, que sejam acolhidas da melhor forma possível”, afirmou.  

A professora informou ainda que, nos próximos três sábados de outubro, o Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam-Ufes), em parceria com a Prefeitura Municipal da Serra, vai realizar um mutirão de atendimento para a realização de 40 exames de mamografia para mulheres previamente cadastradas nas unidades de saúde do município. Além disso, serão promovidas atividades de conscientização sobre o câncer de mama.

A enfermeira do Departamento de Radiologia do Hucam Armelinda Pedrini explicou que, além dos exames, haverá ações nas salas de espera que ensinarão as pacientes a detectar nódulos por meio do autoexame. “Vamos explicar com a utilização de modelos de mamas obtidos junto ao Departamento de Enfermagem da Ufes, onde será possível ver nódulos em vários estágios e as alterações na pele. Tudo visível e palpável para que a mulher possa sentir”, destacou.

Alerta

A vice-reitora Ethel Maciel destacou o simbolismo do hasteamento da bandeira rosa: “Mais uma vez, nós estamos hasteando essa bandeira e, simbolicamente, chamando a atenção para essa importante causa de doença e morte de mulheres no Brasil. Nós precisamos alertar nossas estudantes, servidoras técnicas, professoras e a comunidade em geral para fazer a prevenção. Quanto mais rápido é feito o diagnóstico, maior é a chance de cura”.

Ela destacou ainda o trabalho do Programa de Reabilitação para Mulheres Mastectomizadas (Premma), realizado pela Ufes em parceria com o Hospital Santa Rita de Cássia. “É um trabalho de muitos anos junto a mulheres que já foram mastectomizadas e que passam por todo um processo de reabilitação”, afirmou.

Criado em 1997, o Premma tem o objetivo de reabilitar pessoas que se submeteram à mastectomia por meio de orientações, exercícios para reabilitação física, palestras, acompanhamento clínico, psicológico e social, procurando reintegrá-las ao mercado de trabalho e resgatar a autoestima.

Estatísticas

Segundo a última pesquisa realizada pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) em 2018, o câncer de mama é um dos três tipos de maior incidência, junto com o de pulmão e o colorretal, que mais acomete as mulheres. No ano passado, aproximadamente 2,1 milhões de novos diagnósticos de câncer de mama foram confirmados.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), para 2019, foram estimados 59.700 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 51,29 casos por cem mil mulheres. A incidência da doença aumenta em mulheres a partir dos 40 anos. 

Texto: Thereza Marinho
Foto: Jorge Medina

 

 

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.