Oito cursos de graduação da Ufes alcançam nota máxima no Enade 2017

Os 60 cursos de graduação da Ufes avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) em 2017 alcançaram um desempenho geral que resultou em 56% de conceitos “excelente” e “muito bom”. Oito cursos da Ufes alcançaram excelência com nota máxima (5): Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Computação e Engenharia Elétrica (atrás apenas do curso da UFMG), todos do Centro Tecnológico; Engenharia de Alimentos e Engenharia Florestal, ambos do Centro de Ciências Agrárias e Engenharias; Física-Licenciatura, do Centro Universitário Norte do Espírito Santo; e Matemática-Bacharelado, do Centro de Ciências Exatas.

No total de cursos avaliados, oito obtiveram nota máxima (13%), 26 alcançaram conceito Enade “muito bom”, com nota 4 (43%); 17 com conceito “bom”, com nota 3 (28%); sete com conceito 2 (12%), e dois cursos ficaram com notas mínimas. De acordo com a secretária de Avaliação Institucional da Ufes, professora Leila Massaroni, o número de cursos avaliados com nota máxima em 2017 evoluiu em comparação com a última análise, realizada em 2014, saltando de três para oito. Da avaliação participaram 3.198 estudantes concluintes da Ufes.

Indicador

O anúncio da avaliação foi feito nesta terça-feira, 9, pelo Instituto de Estudos e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela avaliação dos cursos de graduação presencial no país. Foram avaliados os cursos das áreas de engenharias, licenciaturas e alguns bacharelados que compõem o chamado ciclo azul. Existem outros dois ciclos: vermelho e verde, e cada um é trienal, contemplando áreas diferentes. O Conceito Enade é um indicador de qualidade divulgado anualmente, e que avalia o desempenho dos estudantes a partir dos resultados obtidos no exame.

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação acadêmica. O exame é obrigatório e a situação de regularidade do estudante no exame deve constar em seu histórico escolar.

A primeira aplicação do Enade ocorreu em 2004 e a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento. O Enade avalia também o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, a formação geral e profissional e o nível de atualização em relação à realidade brasileira e mundial, integrando o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

 

Texto: Luiz Vital
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.