Estudo de professor da Ufes sobre população de rua é premiado no Rio de Janeiro

O professor do Departamento de Geografia da Ufes, Igor Robaina, foi o vencedor da 2ª edição do Prêmio IPP Maurício de Almeida Abreu de teses e dissertações sobre a cidade do Rio de Janeiro. Com o tema “Entre Mobilidades e Permanências: Uma análise das espacialidades cotidianas da população em situação de rua na área central da cidade do Rio de Janeiro”, a tese aborda a questão da situação da população de rua nessa área, evidenciando a lógica e as práticas dessa população e suas estratégias espaciais no seu cotidiano.

Segundo avaliação da comissão julgadora, o trabalho também traz uma reflexão muito relevante sobre as permanências, mobilidades e ritmos das populações de rua, fenômeno abundante na paisagem carioca, mas ainda muito longe de ser entendido em sua plenitude e, portanto, com deficiências sérias para o desenho de políticas públicas capazes de alguma eficácia para a melhoria da situação desta população. Neste sentido dialoga com os gestores públicos, quando conclui que o êxito das ações assistenciais do poder público e das medidas de controle da ordem urbana estará sempre condicionado em larga medida pelo entendimento das lógicas e referências cotidianas do viver da população de rua.

Referência

O prêmio é promovido pelo Instituto Pereira Passos (IPP), um órgão de pesquisa e informação sobre a cidade do Rio de Janeiro, cujo objetivo é estimular a reflexão sobre a realidade social, urbana, econômica, política, cultural e ambiental do município e suas interações com a região metropolitana. O IPP é referência nacional e internacional em gestão de dados e conhecimento para o planejamento estratégico e integração de políticas públicas, com trabalhos nas áreas de mapeamento, produção cartográfica e aplicação de geotecnologias.

O prêmio do IPP homenageia o geógrafo Maurício de Almeida Abreu, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e autor, entre outros clássicos, do livro Geografia Histórica do Rio de Janeiro. A publicação, coeditada pelo IPP, conquistou o Prêmio Literário 2011 da Academia Brasileira de Letras (ABL) na categoria História e Ciências Sociais.

O primeiro colocado na categoria Tese de Doutorado recebeu R$ 14 mil e o segundo, R$ 9 mil. Já os vencedores na categoria Dissertação de Mestrado ganharam R$ 8 mil e R$ 5 mil, para o primeiro e o segundo lugar, respectivamente.

Texto: Hélio Marchioni
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
60 anos da Ufes
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.