Em formato virtual, Festival Pint of Science começa nesta segunda-feira, 11, às 19 horas

Um brinde virtual à ciência. Esse é o tema da edição de 2020 do Pint of Science, maior festival de divulgação científica do mundo que, devido ao isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19, será realizado, inicialmente, de forma virtual. O evento tem início nesta segunda, 11, e vai até a próxima quarta, dia 13, sempre a partir das 19 horas. Para participar, basta acessar o link https://linktr.ee/pintbrlive, que redireciona o público para um canal no YouTube. O evento também terá transmissão pela página https://www.facebook.com/pintofsciencebr, no Facebook.

O objetivo do Pint of Science é ser um espaço de aproximação entre a ciência e o público em geral, para que todos possam discutir, sem formalidades, nas mesas de bares e durante o happy hour, sobre trabalhos científicos e os impactos da ciência na sociedade. O festival também é palco de discussões amplas sobre temáticas que envolvem os cortes de investimentos em ciência e tecnologia, a “fuga de cérebros” do país e a participação de mais mulheres no campo científico.

Programação

Com a versão on-line do Pint of Science, a ideia dos organizadores é criar “a maior mesa virtual do mundo”. Abrindo o festival, às 19 horas, coordenadores regionais e nacionais trazem a questão Ciência no bar? Balbúrdia! Em seguida, às 20 horas, a bióloga e coordenadora nacional do evento, Natália Pasternak, aborda o tema Fake news em ciência? E daí?

Na terça-feira, 12, a pesquisadora e professora do Departamento de Enfermagem da Ufes Ethel Maciel levanta a discussão De novo? Pandemias ao longo da história. Atualmente, a professora integra a equipe de monitoramento da pandemia do Governo do Estado e o Comitê Operativo de Emergência para o Coronavírus da Ufes (COE-Ufes). Às 20 horas, o pesquisador da Fiocruz-Amazônia Felipe Naveca trata dos testes diagnósticos e vacinas com o questionamento E agora, quem poderá nos defender?.

O dia 13, último do festival, abordará o confinamento. O professor do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho Ronaldo Pilati e o professor de Zoologia e coordenador regional do Pint of Science, Eduardo Bessa, ambos da Universidade de Brasília, trazem o tema Isolados e surtados: o comportamento de humanos e animais confinados. Já às 20 horas, fechando o festival, a bióloga Ana Carolina Carvalho pergunta O que você levaria para Marte?

Pint of Science

Um festival parecido com os de música, mas, no lugar de bandas, os artistas principais são pesquisadores. Assim se define o Pint of Science, evento que surgiu na Inglaterra em 2013 a partir da ideia dos pesquisadores do Imperial College London Michael Motskin e Praveen Paul, que tinham como intenção levar os cientistas para perto das pessoas, em bares e restaurantes, para conversar sobre ciência de forma divertida.

Além do Brasil, países como Reino Unido, França, Espanha, Itália, Austrália, Canadá, Alemanha, Irlanda, Tailândia e Japão já organizaram o Pint of Science, nome que faz referência ao copo inglês (pint) utilizado para beber cervejas. Assim, em tradução literal, seria algo como “copo da ciência”.

A versão presencial do festival aconteceria em 25 países, contando com a participação de 85 cidades brasileiras. Em Vitória, o Pint of Science entraria em sua terceira edição, sob coordenação do diretor do Departamento de Inovação e Divulgação da Ciência da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Laércio Ferracioli. Devido à pandemia, o evento presencial está marcado para o segundo semestre deste ano.

Os interessados em apoiar financeiramente o evento, que é realizado anualmente por uma equipe de voluntários, podem se informar acerca dos procedimentos no site https://www.catarse.me/pint20br.

Mais informações sobre o festival on-line podem ser obtidas no site http://pintofscience.com.br/online/.

 

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.