Carro autônomo da Ufes realiza viagem inédita até Guarapari

(English follows)

Pela primeira vez um veículo autônomo brasileiro trafega em vias urbanas e em rodovias sem intervenção humana. O trajeto de 74 quilômetros entre o campus de Goiabeiras, em Vitória, e a praia de Meaípe, em Guarapari, foi feito pelo carro autônomo da Ufes, na noite de 12 para 13 de maio. Desenvolvido pelos pesquisadores do Laboratório de Computação de Alto Desempenho (Lcad) da Ufes, o carro foi batizado de Iara (Intelligent Autonomous Robotic Automobile), e as pesquisas tiveram início em 2009.

Em maio de 2014 o Iara passou pelo seu primeiro teste de maior fôlego, chamado de “Volta da Ufes”. O carro percorreu os 3,8 Km do anel viário que circunda o campus de Goiabeiras sem interferência humana. A segunda etapa de trajeto mais longo prevista era ir até Guarapari, um trecho que o veículo acabou por percorrer em 105 minutos, a uma velocidade média de 42 quilômetros por hora. 

Assista aqui o vídeo da viagem

Segundo o coordenador do projeto, professor Alberto Ferreira de Souza (clique aqui e veja a entrevista na íntegra), a viagem é uma conquista histórica para a pesquisa na Ufes e para o avanço da corrida pelo desenvolvimento do carro autônomo no Brasil e no mundo.

“Poucos carros autônomos no mundo estão rodando em vias urbanas e rodovias. No Brasil, além da Ufes, existem pesquisas nessa área em universidades de São Paulo e de Minas Gerais, mas nosso carro apresentou uma autonomia inédita, sendo o primeiro a trafegar em vias públicas e percorrendo três municípios ”, afirmou o professor.

Ferreira afirmou ainda que, durante toda a viagem, iniciada às 00h25 da madrugada de 13 de maio, havia um motorista dentro do veículo, pronto para assumir a direção caso ocorresse alguma intercorrência. Isso foi necessário, por exemplo, quando o veículo se deparou com semáforos no modo amarelo piscante, programado em alguns cruzamentos após a meia-noite. “Como não havíamos programado o carro para este modo de semáforo, nestes casos o motorista assumiu o controle”, explicou.

Em um comparativo com demais instituições internacionais que estão desenvolvendo estudos  semelhantes, em relação a dados de 2016, a viagem posicionaria a Ufes em 8º lugar no quesito intervenção humana, estando à frente de empresas como Mercedes e Bosch. A média de intervenções do IARA é de necessidade de apenas um toque ao volante a cada quatro quilômetros percorridos.  

“Apesar das dificuldades que estamos enfrentando, assim como todas as universidades públicas brasileiras, estamos conseguindo manter nossas pesquisas e alcançar resultados como este. Temos vários grupos em nossa Universidade que se dedicam à produção do conhecimento e que estão trazendo resultados relevantes para a sociedade”, destacou o reitor Reinaldo Centoducatte.

A equipe do Lcad é composta por professores, doutorandos, mestrandos e estudantes de graduação dos cursos de Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Engenharia Elétrica e Informática.

Funcionamento do cérebro

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira, 24, o professor Alberto Ferreira destacou que o objetivo maior da pesquisa é compreender o funcionamento do cérebro humano, mais precisamente o sentido da visão, por meio do desenvolvimento de modelos matemáticos e computacionais que simulem os sistemas neurais que controlam a visão humana.

“O Iara é uma plataforma de estudos sobre a cognição visual. Desenvolvemos um sistema que é capaz de mapear, definir e redefinir rotas, como fazemos quando estamos dirigindo. E escolhemos um carro porque, para dirigirmos, precisamos usar um conjunto de sentidos”, explicou.

O projeto contou com um financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

 

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

UFES self-driving car makes an unprecedent journey to Guarapari

Published on May 24th, 2017 (at 12:23)

 

For the first time, a Brazilian self-driving car is driven in urban streets and highways, without human intervention. The 74 kilometer (46 miles) journey between Campus Goiabeiras, in Vitoria, and Meaipe Beach, in Guarapari, was made by UFES self-driving car in the evening of May 12th.

Developed by High Performance Computing Lab (LCAD, in Portuguese) researchers, this car was named IARA (Intelligent Autonomous Robotic Automobile) whose research started in early 2009.

In May (2014) IARA accomplished its first most demanding test, called “UFES Tour”. The car was driven through the 3,8 kilometers in the road that surrounds Campus Goiabeiras, without human interference. The second test, with a longer distance, was from Vitoria to Guarapari, accomplished in 105 minutes, with an average speed of 42 kilometers per hour (26 miles per hour).

Click here to watch the video of the journey

According to the coordinator of the project, professor Alberto Ferreira de Souza (click here to watch the full interview - available only in Portuguese), this journey is a historical milestone for research at UFES and represents an advancement for the development of self-driving cars in Brazil and around the world.

“Few self-driving cars in the world are being driven in urban streets and highways. In Brazil, besides UFES, there is research in the universities of São Paulo and Minas Gerais, but our car showed an unprecedented autonomy, being the first to be driven in public ways and going through three municipalities” stated the professor.

Ferreira stated that, during the whole journey, which started at 12:25 am on May 13th, there was a driver inside the vehicle, ready to drive, in case of an emergency. This was necessary when, for example, the vehicle faced yellow traffic lights, when these lights are programmed in certain crossroads after midnight. “Since we have not previously programmed the car for this mode of traffic lights, in these events the driver took the wheel” he explained.

In a comparison with other international institutions that are developing similar studies, considering data from 2016, UFES would be placed 8th in the “human intervention” aspect, being ahead of companies such as Mercedes and Bosch. The average of interventions in IARA was taking the wheel every 4 kilometers driven.

“Despite the challenges we are facing, as well as other Brazilian universities, we could keep our research running and achieve results like this. We have several groups in our University which are dedicated to the production of knowledge and which bring relevant results for society” said UFES Rector, Prof. Reinaldo Centoducate.

LCAD team consists of professors, doctoral students, master students and undergraduate students, from the courses of Computer Sciences, Computer Engineering, Electrical Engineering and Informatics.

How the brain works

In an interview conducted this Wednesday morning (24), Prof. Alberto Ferreira showed that the main goal of this research is to discover how the human brain works, more precisely, the sight, through the development of mathematical and computational models that simulate the neural systems which control human sight.

“IARA is a research platform about visual cognition. We have developed a system capable of mapping, defining and redefining routes, just like we do when we are driving. We chose a car because, in order to drive, we need to use a set of senses” he explained.

This project was funded by the Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) and Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

 

Texto: Hélio Marchioni e Thereza Marinho

Foto: Ana Paula Vieira
Vídeos: Lcad e TV Ufes

Edição: Thereza Marinho

Translated by: Kyria Rebeca Finardi, Ph.D. and Felipe Guimaraes (SRI-Ufes) 

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.