Laço azul símbolo da campanha para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata

Ufes entre as 25 instituições selecionadas para Programa de Internacionalização

A Ufes está entre as 25 instituições de ensino superior brasileiras selecionadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para participar do Programa Institucional de Internacionalização (PrInt). Com isso a Universidade poderá ampliar as ações de apoio à internacionalização na pós-graduação e aprimorar a qualidade da sua produção acadêmica.

Cento e oito instituições de ensino superior  e institutos de pesquisa participaram da seleção. Os projetos escolhidos contarão com investimentos de 300 milhões de reais anuais, sendo 150 milhões já em 2018, para todo o país. Com um prazo de duração de quatro anos, o PrInt foi concebido para desenvolver e implementar a internacionalização das áreas de conhecimento escolhidas pelas instituições selecionadas e pretende ainda estimular a formação de redes de pesquisas internacionais.

Na Ufes, o processo seletivo para o PrInt foi coordenado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, que definiu suas metas para melhoria da qualidade da pós-graduação, com parcerias estratégicas e contrapartidas bem definidas, prevendo o fortalecimento de grupos de pesquisa em colaboração internacional. 

Ambiente urbano

Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação), Neyval Reis, a Ufes selecionou os temas prioritários de pesquisa para internacionalização por meio de um painel com especialistas formado por pesquisadores seniores com reconhecido nível de internacionalização e membros das equipes acadêmicas de formulação/gestão das políticas institucionais de internacionalização, pesquisa e pós-graduação.

Dentro desse painel foi escolhido um grande desafio de pesquisa ligado à internacionalização com o tema Ambiente Urbano para Hoje e Amanhã. Oito programas de pós-graduação da Ufes trabalharão o tema, conjuntamente, em  três sub-temas unificadores: Tecnologia (Engenharia Ambiental, Elétrica e Química), Saúde Urbana (Saúde Coletiva, Doenças Infecciosas e Biotecnologia) e Questão Social (Saúde Coletiva, Educação e Política Social).

“Mundialmente, as cidades enfrentam grandes desafios resultantes do crescimento populacional, migração, desigualdades de desenvolvimento e stress ambiental. Estes problemas aumentam as pressões sobre as estruturas sociais e físicas de ambientes urbanos, incluindo educação, saúde, transporte, água, ar, entre outros. Como esses problemas estão todos inter-relacionados, a Ufes vai promover uma estruturação interna para o trabalho conjunto dos grupos de pesquisa envolvidos e a internacionalização vai acontecer em torno do tema pesquisado”, destacou Neyval.

A mobilidade de professores e estudantes também está prevista no escopo do programa, incentivando a transformação das instituições participantes em um ambiente internacional. Para ser uma das selecionadas na primeira edição do PrInt/Capes, a Ufes precisou definir temas estratégicos a serem apoiados e mostrar, por meio de políticas e ações inovadoras, como iria ganhar maior protagonismo internacional nos próximos anos. O programa prevê recursos para auxílio em missões de trabalho no exterior, manutenção de projetos, bolsas no exterior (doutorado sanduíche, professor visitante júnior e sênior e capacitação em cursos de curta duração) e bolsas no Brasil (Jovem Talento, professor visitante e pós-doutorado).

PrInt

O Programa Institucional de Internacionalização (PrInt) tem como objetivo incentivar a internacionalização de instituições de ensino superior (IES) e institutos de pesquisa (IP) no Brasil como forma de incrementar o impacto da produção acadêmica e científica realizada no âmbito dos programas de pós-graduação.

Dentre seus objetivos estão: fomentar o desenvolvimento de Planos Estratégicos de Internacionalização como meio de melhorar a qualidade dos cursos de pós-graduação brasileiros e de conferir maior visibilidade à pesquisa científica realizada no Brasil; incentivar o estabelecimento de redes de pesquisa internacionais; tornar mais flexível e ampliar o apoio à internacionalização dos programa de pós-graduação brasileiros; promover a mobilidade internacional de professores, pesquisadores e estudantes de pós-graduação; e aumentar a atratividade de professores, pesquisadores e estudantes de pós-graduação estrangeiros para as instituições brasileiras.

 

Texto: Hélio Marchioni
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.