Laço azul símbolo da campanha para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata

Capes comunica que orçamento previsto para 2019 provocará cortes em bolsas

O Conselho Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) enviou ao Ministério da Educação um ofício informando que, caso seja mantido o orçamento previsto para o órgão em 2019, haverá a suspensão das bolsas de pós-graduação e de programas de formação de professores no mês de agosto.

Veja no arquivo anexado abaixo a íntegra do documento.

Segundo o ofício, a medida afetaria 93 mil estudantes e pesquisadores. A interrupção dos repasses, no mesmo mês, também atingiria 105 mil bolsistas dos programas de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), de Residência Pedagógica e de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor).

Ainda segundo o documento, haveria consequências também para o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) e o programa de mestrado profissional para professores da Rede Pública de Educação Básica (ProEB). Mantido o orçamento destinado à Capes, em agosto do ano que vem deixariam de receber 245 mil beneficiados, entre alunos e bolsistas.

Reflexo

O reitor da Ufes e presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Reinaldo Centoducatte, afirmou que o corte no orçamento da Capes é um reflexo do corte no orçamento do Ministério da Educação, de R$ 2,9 milhões.

Centoducatte, que participou da reunião do Conselho Superior da Capes na qual foi redigida a carta, afirmou que, se a redução no orçamento do órgão se concretizar, afetará fortemente a produção científica nacional.

“É impossível construir o orçamento que mantém toda a Educação com essas medidas. Estamos lutando para que a Educação brasileira não sofra esses cortes. Caso contrário, afetará de modo significativo a produção científica do país, comprometendo o que já foi investido no passado e fazendo com que trabalhos que estão sendo desenvolvidos sejam perdidos”, ressaltou.

O Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2019 ainda não foi divulgado oficialmente pelo Governo Federal. O prazo para envio ao Congresso termina no dia 31 de agosto. No documento, enviado nesta quarta-feira, 1ºde agosto, o Conselho pede ao ministro Rossieli Soares da Silva que defenda o orçamento da pasta, que estaria ameaçado.

 

Texto: Thereza Marinho, com informações da Agência Brasil

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.