Laço rosa em adesão à campanha de prevenção ao câncer de mama

Projeto é contemplado em edital de fomento à conservação da biodiversidade

O projeto “Redescobrindo espécies ameaçadas em UCs da Floresta Atlântica: bases para gestão, conservação e acesso à informação”, coordenado pela professora do Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (campus de Alegre) Tatiana Carrijo foi um dos quinze selecionados em chamada pública do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), junto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs). A chamada investiu cerca de R$ 4 milhões em recursos financiados pelo ICMBio. 

A iniciativa da Ufes receberá R$200 mil, que serão utilizados em bolsas e custeio de um conjunto de ações, com destaque para a atualização das listas de espécies da flora de cada uma dessas Unidades de Conservação, permitindo quantificar a diversidade vegetal protegida por elas. Ao todo, 74 propostas de projetos disputaram a chamada pública, que tem o objetivo de apoiar projetos de pesquisa interdisciplinares em Unidades de Conservação dos Biomas Caatinga e Mata Atlântica. A proposta da Ufes prevê a análise do estado de conservação da flora em três Unidades de Conservação da Mata Atlântica: Parque Nacional do Itatiaia (RJ-MG), Parque Nacional da Serra do Caparaó (ES-MG) e a Floresta Nacional do Rio Preto (Conceição da Barra/ES).

Pesquisa
 
Serão realizadas expedições visando localizar as espécies com dados deficientes, georreferenciá-las e quantificar sua densidade populacional. Com esses dados, será possível reavaliar o grau de ameaça que incide sobre elas, utilizando os critérios da União Internacional para a Conservação da Natureza, a IUCN. O projeto também irá disponibilizar on-line, para especialistas e público em geral, o conhecimento produzido pelos pesquisadores e instituições envolvidas sobre as plantas das três UCs, listando espécies, graus de ameaças de extinção com imagens e fotos das plantas.
 
Além da professora Tatiana, o projeto conta com a participação de cinco pesquisadores e pesquisadoras da Ufes: o professor do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (campus de São Mateus), Anderson Alves-Araújo; a professora do Departamento de Ciências Biológicas do Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), Valquíria Ferreira Dutra e os professores do Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (campus de Alegre)  Juliana Rosa do Pará Marques de Oliveira, Wellington Ronildo Clarindo e Márcia Flores da Silva Ferreira. A pesquisa também contará com a colaboração e parceria do Jardim Botânico de Rio de Janeiro, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Centro de Pesquisas do Cacau, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Universidade de Vila Velha (UVV) e Universidade de São Paulo (USP).
 
 
Texto: Lorraine Paixão (Estagiária de Comunicação)
 
Edição: Ana Paula Vieira
 
Foto: Divulgação
 
 
Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.