Violência e psicanálise são discutidas em seminário nos dias 4 e 5 de dezembro

O grupo de pesquisa Psicanálise: clínica e laço social, do Departamento de Psicologia da Ufes, e o Núcleo de Psicanálise e Laço Social no Contemporâneo (PSILACS), do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), promovem, nos dias 4 e 5 de dezembro, o Seminário Clínicas da Violência: modos de pensar, modos de operar.

O evento será realizado no auditório do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), em Goiabeiras, e tem o objetivo principal de discutir as diferentes manifestações da violência na cidade, bem como as práticas clínicas que se inspiram na psicanálise para intervir no mal-estar e no sofrimento psíquico que advém de sua incidência subjetiva e social.

“Trata-se de um evento que articula pesquisa e extensão e se mostra importante para fortalecer o intercâmbio científico entre pesquisadores, estudantes e profissionais que atuam na atenção clínica e na pesquisa sobre situações de violência urbana. Dentre os temas que serão debatidos, estão racismo e violência, violações, perversões, psicanálise na contemporaneidade, entre outros”, afirma o professor do Departamento de Psicologia da Ufes Fábio Bispo, organizador do evento e coordenador do projeto de pesquisa narrativas sobre morte violenta.

As inscrições são gratuitas e limitadas, e podem ser realizadas por meio do link https://www.sympla.com.br/clinicas-da-violencia---modos-de-pensar-modos-de-operar__701731  ou https://bit.ly/2p51ZcW.

Clínicas da Violência

Segundo a organização do evento, o título do evento Clínicas da Violência expressa, de um lado, uma leitura dos contextos psicossociais nos quais se dão as diversas formas de violência e, de outro, as práticas clínicas que se debruçam sobre o mal-estar por elas produzido: “De um lado, é preciso criar sempre novos modos de pensar a violência na cidade e suas manifestações; de outro, compartilhar os modos de operar na clínica que têm sido implementados por diferentes serviços e profissionais orientados pela psicanálise”.

Com isso, o evento visa à ampliação de formas de abordar a violência na clínica e na pesquisa psicanalítica, fomentando o interesse de profissionais e estudantes de diferentes níveis na produção do conhecimento e no enriquecimento das práticas.

 

Conheça a programação: 

Dia: 4 - quarta-feira 

8h – Credenciamento 

8h30 – Mesa de abertura

9h – Conferência - Clínicas da Violência: vias de pesquisa. Andréa Guerra (UFMG). Mediador: Fábio Bispo (Ufes)

10h40 – Mesa 1 - Racismo e Violência: práticas de resistência, perspectivas de transformação. Kiusam de Oliveira (escritora), Tatiana Rosa (Prefeitura de Vitória) e Cristiane Ribeiro (UFMG). Mediador: Fídias Siqueira (UFMG)

13h – Mesa 2 - Violências e Violações: clínica e política. Cristiane Cardoso (UFMG) e Paula Penna (UFMG). Mediadora: Ana Augusta (Ufes)

14h – Mesa 3 - Clínicas da Violência: serviços de atenção à violência. Ivy Araújo (Tribunal de Justiça do Espírito Santo - TJES), Fernanda Vieira (Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência) e Danielly Xavier (Serviço de Atenção às Pessoas em Situação de Violência de Vitória). Mediador: Herlam Peixoto (Prefeitura Municipal de Vitória e TJES) 

15h20 – Lançamento de livros 

15h40 – Conferência - Clínicas da Violência: vias de práticas. Jaqueline Moreira (PUC-MG). Mediador: Marcelo Fonseca (UFRB)

 

Dia: 5 - quinta-feira

13h – Mesa 4 - Psicanálise: clínica e laço social. Geraldo Murta (Ufes), Jorge Santos (Ufes) e Luis Francisco Camargo (Ufes). Mediadora: Ariana Lucero (Ufes) 

15h30 – Palestra - Perversões: a degenerescência do laço social e os desafios da psicanálise na contemporaneidade. Marcelo Souza (UFRB). Mediador: Fábio Bispo (Ufes)

16h50 – Encerramento            

 

Texto: Jorge Medina
Edição: Thereza Marinho

 

 

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.