Situação carcerária é retratada em documentário exibido no Cine Metrópolis

O projeto Cinemas em Rede – iniciativa promovida pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) em parceria com os Ministérios da Cultura (MinC) e com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) - traz para o Cine Metrópolis, nesta quinta-feira, 17, às 19 horas, um documentário sobre a situação carcerária brasileira. O tema é retratado no documentário Central, de Tatiana Sager, e após a exibição, vai acontecer um debate online. A entrada é gratuita.

O filme conta a história do Presídio Central de Porto Alegre, que já foi considerado o pior do Brasil pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do sistema carcerário da Câmara dos Deputados, em 2008, e foi alvo de denúncias à Organização dos Estados Americanos (OEA) por violação dos direitos humanos, apresentando estrutura mal conservada e presidiários com condições de vida insalubres. Para as lentes de Tatiana, funcionários da prisão, policiais, detentos, visitantes e familiares dos presos contam como é a vida cotidiana na cadeia e propõem uma reflexão acerca do estado do sistema prisional brasileiro. Autoridades também participam, oferecendo dados que ajudam a caracterizar o cotidiano e a dura realidade do presídio.

O filme ajuda a entender a grave e cruel crise do sistema carcerário brasileiro. Ele retrata, a partir da realidade do maior presídio do país, um sistema prisional falido e beirando o caos, que sofre com uma superlotação crônica e cujo controle, a partir do portão das galerias, é exercido pelos próprios presos, na maioria dos casos líderes de facções criminosas.

O debate será com a diretora do filme, Tatiana Sager, e terá a participação do codiretor, Renato Dornelles (cujo livro, Falange Gaúcha, inspirou o filme), da juíza da 1ª Vara de Execuções Criminais (VEC) de Porto Alegre, Sonáli da Cruz Zlohan, da coordenadora da Liga dos Direitos Humanos da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Giancarla Brunetto, e do professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) e pesquisador da situação carcerária, Elionaldo Fernandes Julião.

Serviço:

Documentário Central, de Tatiana Sager (Brasil, 2016, cor, 86’)
Classificação indicativa: 14 anos
Exibição no Cine Metrópolis no dia 17 de maio, às 19h

 

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
60 anos da Ufes
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.