Sisu 2018: Ufes divulga normas de acesso e número de vagas nos cursos

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da Ufes divulgou nesta sexta-feira, 24, o edital com as normas para acesso aos cursos de graduação da Universidade no primeiro e no segundo semestres de 2018, cuja seleção será feita por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Também foi divulgado o Termo de Adesão firmado entre a Ufes e o Ministério da Educação, com o número de vagas ofertado por cada curso da Instituição. Todas as informações estão disponíveis no site www.sisu.ufes.br .

No total, a Ufes irá oferecer pelo Sisu 4.960 vagas em 92 cursos, nos campi de Goiabeiras, Maruípe, Alegre e São Mateus. São 2.478 vagas destinadas à ampla concorrência e 2.482 vagas ofertadas aos candidatos que concorrerão por meio da reserva de vagas (Lei 12.711/2012).

Os cursos de licenciatura em Educação do Campo, Letras-Libras, Letras –Português e Italiano e Intercultural Indígena, além dos cursos de bacharelado e licenciatura em Música terão processos seletivos específicos, realizados pela Universidade.

Mudanças

No processo seletivo de 2018, uma das mudanças será no processo de verificação dos candidatos autodeclarados PPI (pretos, pardos e indígenas). Além da entrega, via protocolado, de fotografia tamanho 10 x 15 acompanhada de autodeclaração impressa e assinada, e da análise da documentação pela Comissão de Verificação de Autodeclaração, os candidatos que a banca julgar necessário serão convocados para entrevista presencial. Caso um candidato convocado não compareça à entrevista, será automaticamente desclassificado do Processo Seletivo Sisu/2018.

A pró-reitora de Graduação, Zenólia Figueiredo, explica que, no dia da entrevista, o candidato será conduzido individualmente a uma sala onde estarão presentes os membros da comissão de verificação. Ele preencherá um termo de responsabilidade, assumindo a veracidade das declarações prestadas e de sanções em caso de declaração falsa.

“Todo esse processo será feito antes da matrícula. Os candidatos que não forem convocados para entrevista estarão aptos a prosseguir com a matrícula presencial obrigatória. Já a avaliação feita pela Comissão levará em conta única e exclusivamente as características fenotípicas do candidato, jamais a ascendência”, afirma.

Zenólia destaca que o objetivo é aperfeiçoar o trabalho de verificação dos candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas, inibindo possíveis tentativas de fraude: “Este ano tivemos nossa primeira experiência com a atuação da comissão de verificação. Estamos trabalhando para, a cada ano, aperfeiçoar este processo”.

Outra mudança do Sisu 2018 será a inclusão de deficientes na reserva de vagas, conforme Decreto 9.034/2017, publicado em abril.

Enem

Poderão participar do Sisu os candidatos que tenham concluído o Ensino Médio e que realizaram este ano o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Após a divulgação do resultado do Enem (prevista para o dia 19 de janeiro), o candidato deve verificar, para o curso pleiteado, a nota mínima estabelecida pela Ufes para cada área do conhecimento e também a média necessária no exame nacional.

As ações afirmativas atenderão ao estabelecido pela Portaria MEC nº 18, 2012, com metade das vagas destinadas a estudantes egressos de escola pública. Dentro desse percentual, também está prevista cota para autodeclarados pretos, pardos e indígenas e para deficientes.

Os classificados deverão realizar a pré-matrícula online, via Internet, no endereço eletrônico www.sisu.ufes.br, onde o candidato confirmará seu interesse pela vaga. Posteriormente, será realizada pela Ufes a matrícula definitiva dos candidatos. Ambas as etapas de matrícula são obrigatórias.

 

Texto: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Edital
60 anos da Ufes
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.