Projeto divulga Lei Maria da Penha para estudantes e professores de escolas públicas

Duzentos adolescentes e cerca de 30 professores de escolas municipais de Vitória participaram nesta quarta-feira, 4, do lançamento do projeto Maria da Penha vai à Escola, realizado no Cine Metrópolis e no auditório da Biblioteca Central, no campus de Goiabeiras. A iniciativa visa divulgar a Lei Maria da Penha para alunos de escolas públicas e capacitar profissionais da área de educação para a prevenção da violência contra a mulher.

Este primeiro módulo do projeto envolve escolas do território de Goiabeiras e segue até esta quinta-feira, 5, quando também haverá atividades noturnas dirigidas aos professores.

O objetivo central do Maria da Penha vai à Escola é, por meio de palestras de sensibilização, formar multiplicadores que possam abordar o tema nas escolas de ensino fundamental e debater possibilidades de propostas pedagógicas e importantes aspectos de prevenção, investigação e responsabilização nas situações de violência.

Vitória é a terceira capital do país a implantar o projeto, que, para se concretizar, contou com a iniciativa do Laboratório de Pesquisas sobre Violência contra a Mulher (Lapvim-Ufes) em conjunto com o Movimento de Mulheres Bertha Lutz, com o projeto de extensão do Departamento de Educação Física da Ufes Fordan: Enfrentando a Violência, com a Secretaria Municipal de Educação, com a Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos e com o Ministério Público Estadual.

Transformação

Segundo a vice-reitora da Ufes, Ethel Maciel, o projeto vem sendo articulado com todas as instituições participantes desde abril. “Fomos modelando essa ideia que hoje teve início na Universidade. Estamos muito felizes com a possibilidade de concretização daquilo que acreditamos que é a transformação da sociedade, principalmente a mudança de comportamento a partir da educação”, diz ela, que coordenou a implantação do projeto.

As atividades desenvolvidas abrangem apresentação de dança, lançamento de vídeo em comemoração aos 13 anos da Lei Maria da Penha, estudo de casos, debates e divulgação da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), apresentando ao público as formas de encaminhamento das situações identificadas na escola e os impactos psicossociais da violência.

“A violência contra a mulher deixou de ser uma bandeira de poucas e tornou-se a bandeira de muitas e muitos. Basta olhar ao nosso redor, são muitas as ações. Só a educação pode transformar a sociedade”, conclui a vice-reitora.

As atividades do projeto no território de Goiabeiras seguem até dezembro, quando, com o apoio da Ufes, os alunos realizarão apresentações de teatro, dança, poesia, rap e vídeos envolvendo a temática do enfrentamento da violência contra a mulher.

Mais informações sobre o projeto Maria da Penha vai à Escola podem ser obtidas no site http://lapvim.ufes.br/. Denúncias relacionadas à violência contra a mulher podem ser feitas na Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – 180. A ligação é gratuita e confidencial.

 

Texto e foto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.