Laço azul símbolo da campanha para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata

Cine Metrópolis: “Um Dia” e “A Última Abolição” estreiam na programação

O Cine Metrópolis, no campus de Goiabeiras da Ufes, exibe até o dia 7 de novembro os filmes Um Dia, da Hungria, e o brasileiro A Última Abolição. Sucesso de público, a obra uruguaia Uma Noite de 12 Anos continua em cartaz.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do cinema por R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia), e estudantes da Universidade têm entrada gratuita.

Confira a programação completa:

Um Dia

Primeiro longa de ficção da diretora húngara Zsófia Szilágyi, este filme conta a história de Anna (Zsófia Szamosi), uma mãe de três filhos, que vive cheia de afazeres e mal tem tempo para resolver seus problemas. Ela suspeita que o marido, que vive endividado, tem um caso com uma colega de trabalho. Com os filhos na fase de diversão barulhenta, Anna precisa ter muita energia para seguir em frente.

Um Dia é um filme que trata de problemas comuns, contemporâneos, mas de forma intimista.

Em cartaz: Sexta-feira (2), sábado (3), domingo (4), segunda-feira (5), terça-feira (6) e quarta-feira (7), às 20h.

A Última Abolição

O documentário A Última Abolição (foto), dirigido por Alice Gomes, aborda o fato de o Brasil ter sido o último país ocidental a abolir a escravidão, fato que se deu apenas em 1888. O filme traz uma retrospectiva detalhada do período da abolição, destacando os movimentos abolicionistas; a resistência escrava; estratégias de luta dos escravizados e dos libertos; o papel das mulheres negras na resistência; as discussões da elite política e cultural do país no período; e a assinatura da Lei Áurea e suas consequências para a população negra do Brasil nos dias de hoje.

Jogando um novo enfoque no tema, a obra mostra que, ao contrário do que foi pregado por livros didáticos e outras vertentes oficiais, não foi meramente a assinatura da Princesa Isabel, em maio de 1888, que libertou os escravos e tampouco tal liberdade foi um presente ou um passo na direção da democracia racial.

Sessões: Quinta-feira (1), às 17h; sexta-feira (2), sábado (3), domingo (4), segunda-feira (5), terça-feira (6) e quarta-feira (7), às 18h20.

Uma Noite de 12 anos

O filme do premiado diretor uruguaio Alvaro Brechner traz como protagonistas os escritores e jornalistas Eleuterio Fernández Huidobro (Alfonso Tort), apelidado de El Ñato; Mauricio Rosencof (Chico Darín), conhecido entre os amigos como Russo; e o agricultor e político José Alberto Mujica (Antonio de la Torre), o Pepe, que viria a se tornar presidente do Uruguai. Os três foram membros do grupo de guerrilheiros Tupanaros e ficaram presos durante os 12 anos da ditadura militar no Uruguai.

Uma Noite de 12 Anos mostra a relação entre prisioneiros e captores, apresentando tanto as situações de tortura física e psicológica enfrentada pelos militantes, como o encarceramento que fez com que ficassem alheios à sociedade ao longo dos anos.

Em cartaz: Segunda-feira (5), às 16h.

 

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.