50 anos do Golpe Militar: palestra discute seus efeitos no Espírito Santo

Por Danielly Carneiro (*)

Com o objetivo de discutir a experiência do Golpe Militar de 64 no Espírito Santo e mostrar a visão de pessoas que passaram por ele, o Laboratório de História, Poder e Linguagens da Ufes promove nesta quarta-feira, dia 2, uma palestra intitulada “Rompendo o Silêncio”.

O evento, que será realizado às 18 horas no auditório do IC-2, conta com o apoio do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo e vai propor um debate, com pontos de vista diversificados, para analisar os efeitos do golpe no Estado.

Um dos professores organizadores, Julio César Bentivoglio, diz que “é importante para a comunidade capixaba conhecer a natureza histórica do Golpe em nível estadual, no momento em que o mesmo completa 50 anos”.

O evento é aberto ao público e a participação é gratuita.

Veja quais serão os temas abordados:

O Cotidiano e a Ditadura Militar – Professor Aldo Barroca, do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (IHGES)

A Polícia Militar do Espírito Santo e a Ditadura – Professor Gelson Loiola (Centro Universitário do Espírito Santo - Unesc e IHGES)

A Repressão na Universidade - Professor Fernando Achiamé (IHGES)

O que a Ditadura nos deixou. A História, a Memória e a Comissão da Verdade - Professor Pedro Ernesto (Ufes) 

(*) Bolsista de projeto de Comunicação, supervisionada por Thereza Marinho

Categoria: 
Evento
60 anos da Ufes
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.